Quinta-feira, 30 de Dezembro de 2010
Linguagens de Autoria em Educação - Reflexão 2

 Guião do Recurso Educativo para QI

 Grupo _Informática Luís Pereira_António Ferreira

 

Julgamos que esta reflexão seria mais produtiva se fosse realizada em conjunto pelos elementos do grupo, sendo possível analisar e discutir diferentes pontos de vista, que podendo ser diferentes nos levariam (e levaram) a conclusões comuns.

 

Finda a etapa de contextualização com a aplicação ActivInspire, passamos à proposta de trabalho de elaboração de um Guião do Recurso para Quadros Interactivos - flipchart.

Assim sendo, e em pareceria com o colega António Ferreira, iniciamos a elaboração do Guião com a tomada de decisão do tema a abordar. Tivemos algumas dificuldades na sua escolha, uma vez que a área de Informática é vasta e existem vários temas de trabalho possíveis. Inicialmente decidimos abordar o tema de Hardware - Equipamentos Informáticos. No entanto, a professora Maria João indicou que deveríamos ter em atenção o uso do recurso educativo em sala de aula, se possível pelos elementos que o construíram. Desta forma, tentamos escolher um tema comum aos elementos do grupo de trabalho. Neste momento, a escolha foi óbvia, já que a área comum é a Programação. Com a experiência profissional dos elementos do grupo e recorrendo à consulta de bibliografia de referência, constatamos que o tema a trabalhar teria de ser indiscutivelmente a Algoritmia. Este tema é definitivamente o mais importante na área da Programação, já que se trata do apoio base à programação estruturada permitindo aos alunos adquirirem competências sólidas para o uso das linguagens de programação.  A bibliografia encontrada sobre o tema é insuficiente e a que existe é pouco aprofundada, acabando por fazer análises bastante gerais.  No entanto, todas elas apontam o domínio do raciocínio lógico e abstracto  como as principais dificuldades no tratamento dos conteúdos da algoritmia. 

 

Com o tema seleccionado e com as dificuldades indicadas, tivemos que seleccionar a abordagem didáctica mais adequada sob os pontos de vista pedagógico e de aprendizagem. A decisão pelo método Top-Down justificou-se pelos resultados positivos verificados pela experiência de ambos os elementos do grupo e também pela sua utilização em vários livros escolares de Bases de Programação editados em Portugal. O público-alvo será obviamente alunos das turmas dos elementos do grupo, o que irá permitir a utilização da aplicação e consequente validação.

 

A descrição das tarefas e definição de objectivos mostrou-se a tarefa mais trabalhosa e difícil de concretizar. Isto porque foi bastante complicado descrever as tarefas a concretizar sem constatar o seu funcionamento a nível técnico na software ActivInspire. Certamente será fruto dos hábitos adquiridos na nossa área profissional que nos acostumaram a observar o funcionamento dos componentes e/ou aplicações directamente no local do problema. Desta forma, tivemos que elaborar algumas páginas na aplicação ActivInspire conjuntamente com a descrição das tarefas no Guião, sendo possível verificar o funcionamento das tarefas e visualizar a forma de tratamento das incorrecções existentes. Julgamos que este item terá forçosamente que ser ajustado ao longo da construção do recurso educativo.

 

Tivemos também a oportunidade de manifestar junto da professora Maria João a nossa inexperiência na construção de recursos educativos - flipcharts. Acontece que nunca produzi qualquer recurso através desta ferramenta e a minha experiência resume-se à resolução de simples exercícios, gentilmente disponibilizados pelo Pedro Costa, nas aulas desta disciplina - LAE. Desta forma, esta situação tem limitado os meus horizontes no uso das ferramentas do software ActivInspire. Ao longo da descrição de tarefas, são descritos processos que neste momento não sei elaborar nas páginas do recurso educativo. Será um problema que teremos de resolver junto da professora, do Pedro Costa, dos colegas da turma e naturalmente  através da pesquisa de manuais de utilização da aplicação ActivInspire. Prevejo uma tarefa bastante trabalhosa e demorada.

 

No entanto, tenho de confessar que tenho aprendido bastante e julgo estar a adquirir cada vez mais competências que me irão permitir construir um recurso educativo capaz.

 

Será importante obter um feedback sobre o Guião do recurso educativo para permitir colmatar as imperfeições que existem e assegurar a produção de um flipchart com competência pedagógica capaz de ser utilizado com sucesso junto dos alunos.

 

Um excelente 2011!

Luís Pereira




Quarta-feira, 8 de Dezembro de 2010
Guião do Recurso Educativo - vs1.01

Da discussão de hoje - 7 de Dezembro, resultou um acrescento ao Guião do Recurso Educativo, que pode ser consultado aqui.

 

Desenvolvemos a grelha de descrição das tarefas e definição de objectivos conjuntamente com a estrutura do flipchart. Apresentamos alguns esboços das páginas que iremos elaborar para que melhor se entenda a colocação e função dos objectos. 

Na próxima sessão de trabalho iremos continuar a trabalhar nestes esboços e ainda pesquisar literatura que melhor fundamente este trabalho.

 

Bom trabalho!

Luís Pereira

António Fereira

 




Quarta-feira, 1 de Dezembro de 2010
Linguagens de Autoria em Educação - Reflexão 1

 

Comecei por fazer uma pesquisa de recursos existentes na área de Informática, os quais analisei do ponto de vista pedagógico e do ponto de vista técnico, no que diz respeito à utilização das diversas funcionalidades permitidas pelo Quadro Interactivo Multimédia. Constatei que na área de Informática não existem recursos com grande potencial educativo, sendo que os existentes têm uma utilização interactiva limitada e justificação pedagógica duvidosa. Vários recursos estão inacabados e sem qualidade que justifique a sua existência.

A análise aos recursos foi elaborada inicialmente de forma individual e posteriormente pelo grupo de Informática (Luís, António, João e José). Ambas as situações de análise foram registadas em posts disponibilizados, respectivamente no meu blogue individual e no blogue da disciplina. Julgo que foi importante o diálogo com os vários elementos do grupo que, possuindo opiniões diferentes, puderam realçar aspectos que eu mesmo não tinha observado. O grupo trabalhou bem e foi importante nesta fase de análise.

A necessidade de qualificar (Mau - Suficiente - Bom) os recursos obrigou-me a pensar nos critérios mais importantes a verificar nesses mesmos recursos. Foi uma tarefa de elevado valor já que culminou na elaboração de uma listagem de parâmetros/critérios observáveis, registada em post do blogue da disciplina, datado de 5 de Novembro. Neste caso, a partilha entre os colegas de turma permitiu abranger várias áreas curriculares e elaborar uma tabela comum.

Após o estudo de mercado, a análise dos recursos existentes e qualificação dos mesmos, passamos à familiarização com o software ActivInspire, utilizado nos quadros interactivos da Prometheam. As sessões dinamizadas pelo Pedro Costa foram bastante proveitosas, já que permitiu-me adquirir competências na utilização do software de autoria em educação - ActivInspire. Aprendi a manusear várias ferramentas através dos exercícios disponibilizados, que apresentaram diferentes situações de uso de objectos disponíveis. Realizei todos os exercícios sem dificuldades e tive a oportunidade de, na aula e utilizando o Quadro Interactivo, mostrar aos colegas de turma a forma de resolução de um desses exercícios de maior complexidade. Uma palavra de agradecimento para o Pedro que esteve sempre disponível. É bom aprender com quem tem experiência.

Neste momento de reflexão é importante realçar as aprendizagens por que passei e as competências que adquiri. Compreendo a importância da utilização dos Quadros Interactivos e aprendi a construir recursos do tipo flipchart, validados por critérios de qualidade pré-estabelecidos.

Julgo que assim estou preparado para a próxima etapa.

 

 

Bom trabalho!

Luís Pereira




Quarta-feira, 27 de Outubro de 2010
Recursos educativos para os QI

Olá Malta!

 

Cá estou eu a escrever este post para dar seguimento ao solicitado pela Doutora Maria João na aula do passado dia 19 de Outubro, na disciplina de Linguagens de Autoria em Educação.

Antes de mais nada, será bom ressalvar que esta análise foi feita sem recurso a tabelas complexas, de preenchimento recursivo e com uma estrutura devidamente comprovada cientificamente. O bom gosto e a experiência lectiva foi o que imperou nas análises realizadas. É preciso também referir que as análises incidem não só sobre a utilização das funções/características do QI, mas também sobre os conteúdos do recurso. Assim sendo, passarei a identificar e descrever os três recursos devidamente enquadrados nas categorias propostas pela professora Maria João.

Posto isto:

- o prémio de MAU vai para TIC9 - Conceitos básicos ACTIVote

url: http://www.prometheanplanet.com/en/Resources/Item/38591/tic9-conceitos-b-sicos-activote

Disciplina: Tecnologias da Informação e Comunicação

Público-alvo: 9º ano de escolaridade

Descrição: Limita-se a projectar textos de apoio à disciplina em forma de diapositivos tipo PowerPoint, sem recurso a qualquer interactividade, desaproveitando as características elementares do QI. O recurso necessita de maior rigor científico.

 

- o prémio de RAZOÁVEL vai para Desenho de Circuitos Lógicos

url: http://www.prometheanplanet.com/en/Resources/Item/41618/desenho-de-circuitos-l-gicos

Disciplina: Sistemas Digitais e Arquitectura de Computadores

Público-alvo: 10º ano de escolaridade - Curso Profissional

Descrição: Utiliza algumas ferramentas de interactividade existentes no software do QI, permitindo ao aluno associar conceitos de forma prática e divertida. Apresenta exercícios que podem ser resolvidos no QI e permite ainda a visualização da sua resolução, o que completa o processo de verificação das competências a avaliar.

 

- o prémio de BOM vai para Construir Cabos de Rede

url: http://www1.prometheanplanet.com/pt/server.php?show=ConResource.32279

Disciplina: Tecnologias e Informática

Público-alvo: 9º ano de escolaridade - CEF

Descrição: Julgo não existir qualquer aplicação na área de Informática que tenha claramente a categoria de Bom. No entanto, julgo que este recurso possui várias características positivas e que podem ser destacadas. Primeiro, o facto de conter conceitos práticos claros e objectivos sobre cabos de rede, nomeadamente materiais e processos de construção de cabos. Juntamente, apresenta exercícios com recurso a imagens e esquemas que permitem identificar cada material de forma clara. A construção do esquema por parte do aluno permite-lhe utilizar a técnica recursiva para o seu preenchimento. As várias tentativas que lhe são permitidas orientam-no para uma avaliação construtiva. O uso da cor é bastante importante neste tipo de exercício, nomeadamente para a identificação dos cabos, o que neste caso foi bem aproveitada na construção dos diferentes conectores. A visualização das soluções permite avançar na resolução de exercícios o que pode ser um facilitador no processo de avaliação de competências. Existem algumas melhorias que a meu ver poderiam ser feitas, como por exemplo, conseguir um aspecto gráfico mais cuidado, eliminando pontos de distracção que existem e tornando o recurso mais "limpo".

 

Por agora é tudo.

O restante trabalho será realizado juntamente com os meus colegas em forma de grupo.

Abraço!




Segunda-feira, 18 de Outubro de 2010
O meu primeiro post

 Olá Mundo!




.mais sobre mim
.pesquisar neste blog
 
.Dezembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
31


.posts recentes

. Linguagens de Autoria em ...

. Guião do Recurso Educativ...

. Linguagens de Autoria em ...

. Recursos educativos para ...

. O meu primeiro post

.arquivos

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

.tags

. todas as tags

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO
.subscrever feeds